As doenças na visão espírita

Marlene Nobre
para o programa Portal de Luz


O Espiritismo tem uma grande contribuição a oferecer à Medicina e às escolas que lidam com a saúde humana.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) ainda define saúde como um estado de completo bem-estar físico, mental e social. O Espiritismo, porém, amplia essa visão e ensina que saúde é o estado de completo bem-estar biopsicossocioespiritual, pois leva em consideração os fatores biológicos, psicológicos, sociais e espirituais que influenciam o ser humano em sua passagem pela existência terrena.

Editorial de fevereiro

Espiritismo, 155 anos

Desde 18 de abril de 1857, já lá se vão praticamente 155 anos, a Doutrina Espírita tem seguido um caminho único no mundo, porque, pela primeira vez na história humana, procura implantar-se, como uma concepção religiosa natural, sem render-se aos artificialismos dos dogmas e rituais e sem os constrangimentos das hierarquias impostas. É bem verdade que sua expansão maior praticamente só tem se verificado no Brasil, embora, nas últimas décadas, venha alcançando expressivo número de adeptos, em outros países, como é o caso de Portugal, Espanha, Colômbia, Guatemala, Cuba, Argentina e Porto Rico. Constata-se o reflexo desse fato no aumento de adesão ao Conselho Espírita Internacional (CEI), que, praticamente, triplicou o número de países participantes, desde a sua fundação em outubro de 1992. Como fruto do seu desenvolvimento, o CEI já vai para a realização do seu 6º Congresso Espírita Mundial, em Cuba, em março de 2013.
Conteúdo sindicalizado