Filme mostra a visão dos Espíritos sobre o aborto

O filósofo e especialista em educação Fabiano Selbak
Fabiano Selbak

Vida. O aborto na visão dos Espíritos é o título do filme produzido por Fabiano Selbak, filósofo e especialista em Educação Inclusiva. Facilitador de estudos na Sociedade Espírita Bezerra de Menezes, em Porto Alegre (RS), o professor reuniu neste trabalho, que tem 43 minutos e que pode ser acessado no YouTube, informações de O livro dos Espíritos e de diversos autores sobre a tragédia que é o aborto.

FE – Você que produziu e editou o filme sobre o aborto?

Fabiano Selbak – Sim, fui eu mesmo. Para produzi-lo, utilizei O livro dos Espíritos, alguns artigos da FEB e materiais de outros respeitados autores espíritas. Nunca fiz curso na área de informática na vida humana, muito menos de edição de vídeos. Fui aprendendo de forma autodidata e com muitas idas a escolas astrais amigas. E contei com a voz de amigos voluntários.

FE – O que o motivou a fazê-lo?

Selbak – Já havia um tempo que queria fazer este vídeo. Eu sou facilitador de estudos na Sociedade Espírita Bezerra de Menezes, em Porto Alegre (RS), e um defensor de todos os postulados do Espiritismo, dentre eles a defesa da vida. Acreditava que este trabalho era uma necessidade no meio espírita.

FE – Ele está sendo exibido no YouTube?

Selbak – Sim, no meu canal, A Filosofia do Espiritismo, mas também disseminado em redes sociais como Facebook e WhatsApp.

FE – O que espera de resultado com a exibição desse vídeo?

Selbak – O vídeo foi feito para esclarecer a todos sobre o grande mal que acomete os que estão envolvidos no ato do aborto. As imagens são mais didáticas do que os livros. De forma geral, ele foi feito mesmo para esclarecer todos sobre o tema, de forma gratuita, já que nosso canal não é monetizado e não será.

FE – Por que quis trazer falas de Marlene Nobre? Você a colocou ao lado de nomes como Kardec, Emmanuel, Bezerra e Chico Xavier…

Selbak – Nossa leitura da compreensão espírita está alicerçada em Jesus, Kardec, Divaldo Franco, Chico Xavier, Yvone Pereira e alguns outros vultos. A opção por Marlene Nobre veio após um sonho onde fomos levados por duas semanas a lugares de estudos. Colocar Marlene Nobre e sua contribuição foi um pedido espiritual, assim como também foi se basear 80% em obras básicas de Kardec. Quanto a Chico Xavier, fazer algo sem citar a literatura vinda por sua mediunidade é quase não falar também de Espiritismo.

Fonte

KARDEC, Allan. O livro dos Espíritos.

Próximas Matérias

Quem faz?