Sikana – educação colaborativa

Sikana é uma palavra em sânscrito que traz em si dois significados: ensinar e aprender. Foi a partir da ideia de que todos nós temos algo a compartilhar, que um grupo de jovens idealistas partiu em uma expedição pelo mundo para registrar os conhecimentos práticos de diversas comunidades. A proposta inicial era criar vídeos educativos para melhorar a vida das pessoas. Por isso, ela é conhecida como uma plataforma de educação colaborativa.

“A Sikana é um movimento educacional que democratiza conhecimento prático. Fazemos isso através da criação e do compartilhamento de vídeos de habilidades em diferentes tópicos como esporte, saúde, moradia, natureza e artes em diferentes idiomas. Reunimos uma comunidade de experts, organizações e voluntários na co-criação e tradução dos nossos vídeos. Criamos conteúdo para aqueles que desejam melhorar suas vidas e a vida das pessoas ao seu redor.

Se você gostou dos nossos vídeos, junte-se a nossa comunidade! Acesse nosso site em Sikana.tv. Redes Sociais Facebook: https://www.facebook.com/Sikana.how/ Instagram: @sikanainternational”

Na Sikana, você cria seu perfil, pode baixar os vídeos para aprender depois e compartilha seu conhecimento. Tudo de forma gratuita, onde e como desejar.

Assista à entrevista com Florian Fournier, um dos idealizadores e fundadores da Sikana.

O que proporciona aos alunos?

. Oportunidades de exercer escolhas mais autônomas e trabalhar de forma engajada em projetos coletivos. Isso é feito de forma dialógica, negociada, em consenso. Trabalhar em colaboração é uma forma de praticar metodologias ativas, ou seja, uma nova maneira de pensar o ensino tradicional. Movidas por novas experiências educacionais, as metodoligias ativas, envolvem tomadas de decisões, observação de problemas da realidade, aspectos críticos, entre outros.

. A cultura de participação e de colaboração torna-se uma escolha didática que pode partir dos interesses dos aprendizes e traz mais consistência a motivação à aprendizagem. Trabalhar em colaboração é uma forma de praticar metodologias ativas, movidas por novas experiências educacionais, envolvendo tomadas de decisões, observação de problemas da realidade, aspectos críticos, entre outros.

Quais as ferramentas?

Entre as ferramentas mais utilizadas na aprendizagem colaborativa, temos:

Chats: proporcionam tempo real, fazem uma extensão da sala de aula e proporcionam colaboração para utilização deste espaço. São muito utilizados na aprendizagem, por ser uma comunicação em tempo real, o que facilita no caso de dúvidas e pode ser feito de variadas maneiras, abordando diferentes temáticas e aplicativos.

Blogs: temos hoje opções gratuitas, como o Blogspot e WordPress, em que os estudantes podem postar, comentar e divulgar conteúdos. As plataformas são espaços que ampliam e enriquecem debates, construções de conhecimentos e exercitam o senso comum de forma ética e reflexiva. Toda a comunidade escolar pode se beneficiar deste recurso.

Vídeos: recursos digitais são importantes para o desenvolvimento do trabalho colaborativo. No trabalho com vídeos, a aprendizagem está envolvida ao longo de todo o processo: da elaboração dos roteiros à execução dos vídeos. Eles podem ser produzidos como curtas, documentários e até filmes de animações como o stop motion, que é uma técnica de foto quadro a quadro. 

Fórum: os fóruns sempre foram uma boa opção de aprendizagens em grupo, onde pode ocorrer debates sobre determinado assunto e também pode ocorrer troca de experiências e conhecimentos de integrantes de um grupo.

Dicionários eletrônicos: o dicionário é uma ferramenta de aprendizagem bem antiga que é utilizada de diferentes maneiras até mesmo nos dias de hoje, com o uso de um dicionário a aprendizagem de grupo ser mais aproveitada e até mesmo levantar questões para se tirar dúvidas ou temas a serem discutidos em grupo.

Tarefas: dar tarefas para serem executadas em grupo pode ajudar a estimular a aprendizagem e uma aproximação entre os alunos. Essas tarefas podem ser feitas de diferentes maneiras ou formatos, utilizando outras ferramentas como aliados como redes sociais ou WhatsApp.

Wiki: possui uma coleção de páginas interligadas onde as pessoas podem visitar e editar. É uma ferramenta utilizada para aprendizagem em grupo por sua facilidade de acesso e a variedade de conteúdo e páginas que podemos encontrar ao acessar.

Fontes:

Folha Espírita – Setembro de 2020 – Edição 559 – Lições da Pandemia – Uma visão de 2050, por Fritjof Capra – https://pt.linkedin.com/pulse/ferramentas-colaborativas-na-educação-e-sua-fabiana-olivieri Aprendizagem Colaborativa e Redes Sociais: Experiências Inovadoras – por Ana Lucia Guimarães – Editora  Editora Appris; 1ª edição (4 fevereiro 2019) – Ensino Colaborativo Como Apoio à Inclusão Escolar: Unindo Esforços Entre Educação Comum e Especial, por por Enicéia Gonçalves Mendes, Carla Ariela Rios Vilaronga, e outros. Edufscar; 1ª edição (1 janeiro 2014)

Próximas Matérias

Quem faz?