AMIGO FOLHA ESPÍRITA

Você pode ajudar a divulgação da Doutrina. Colabore com a Folha Espírita e faça a sua parte

Quero Contribuir

ir

ir

ir

ABRIL/2024

ir

MARÇO/2024

ir

FEVEREIRO/2024

ir

JANEIRO/2024

ir

DEZEMBRO/2023

ir

NOVEMBRO/2023

ir

OUTUBRO/2023

ir

SETEMBRO/2023

ir

AGOSTO/2023

ir

JULHO/2023

ir

JUNHO/2023

ir

MAIO/2023

ir

ABRIL/2023

ir

MARÇO/2023

ir

FEVEREIRO/2023

ir

JANEIRO/2023

ir

DEZEMBRO/2022

ir

NOVEMBRO/2022

ir

OUTUBRO/2022

ir

SETEMBRO/2022

ir

AGOSTO/2022

ir

JULHO/2022

ir

JUNHO/2022

ir

MAIO/2022

ir

ABRIL/2022

ir

MARÇO/2022

ir

FEVEREIRO/2022

ir

JANEIRO/2022

ir

DEZEMBRO/2021

ir

NOVEMBRO/2021

ir

OUTUBRO/2021

ir

SETEMBRO/2021

ir

AGOSTO/2021

ir

JULHO/2021

ir

JUNHO/2021

ir

MAIO/2021

ir

ABRIL/2021

ir

MARÇO/2021

ir

FEVEREIRO/2021

ir

JANEIRO/2021

ir

DEZEMBRO/2020

ir

NOVEMBRO/2020

ir

OUTUBRO/2020

ir

Ainda sobre evangelização infantojuvenil

Em 2023, fé, esperança, vontade, motivação e ação serão as palavras de ordem. A educação, o melhor remédio para a cura de todos os males da humanidade, e o cultivo do amor ao próximo com o exercício amplo da caridade ampliam o desenvolvimento da natureza espiritual que tanto almejamos. Não podemos nos furtar à responsabilidade de trabalharmos e estudarmos para atender à criança em suas necessidades de Espíritos a caminho da luz.

Aos evangelizadores

Na literatura espírita, há uma mensagem muito importante em que o Espírito Sheilla, enfermeira em um abrigo para crianças na Segunda Guerra Mundial, nos orienta por meio da psicografia de Chico Xavier. Um roteiro que pode e deve ser estudado e praticado, item a item. Basta colocarmos cada um deles em discussão nas reuniões de estudo:

  1. executar alegremente as próprias obrigações;
  2. silenciar diante da ofensa;
  3. esquecer o favor prestado;
  4. exonerar os amigos de qualquer gentileza para conosco;
  5. emudecer a nossa agressividade;
  6. não condenar as opiniões que divergem da nossa;
  7. abolir qualquer pergunta maliciosa ou desnecessária;
  8. repetir informações e ensinamentos sem qualquer azedume;
  9. treinar a paciência constante;
  10. ouvir fraternalmente as mágoas dos companheiros sem biografar nossas dores;
  11. buscar sem afetação o meio de ser mais útil;
  12. desculpar sem desculpar-se;
  13. não falar mal de ninguém;
  14. buscar a melhor parte das pessoas que nos comungam a experiência;
  15. alegrar-se com a alegria dos outros;
  16. não aborrecer quem trabalha;
  17. ajudar espontaneamente;
  18. respeitar o serviço alheio;
  19. reduzir os problemas particulares;
  20. servir de boa mente quando a enfermidade nos ferir.

O aprendiz da experiência terrena que quiser e puder aplicar-se, pelo menos, a alguns dos 20 exercícios aqui propostos certamente receberá do Divino Mestre, em plena escola da vida, as mais distintas notas no curso da caridade. Nenhuma dessas iniciativas surtirá resultado a curto prazo. No entanto, cada pequena conquista é para sempre.

Segue abaixo uma dica para iniciarmos os trabalhos e construirmos juntos um futuro melhor.

Árvore dos sonhos

Desenhar uma árvore grande em uma folha de papel pardo ou cartolina. Afixá-la em um painel, cartolina, papel-cartão ou na parede da sala de aula.

Cada criança receberá uma “folha da árvore” para escrever seu sonho, proposta de estudo ou assunto que deseja ser abordado. O tema pode girar em torno de questões doutrinárias, regras de convivência, família, amizades etc., ou seja, pontos do planejamento a serem abordados durante o ano.

Após, cada folha será colocada na árvore.

O objetivo é fazer com que as crianças ou jovens escrevam o que esperam das aulas e as dificuldades que impossibilitam a realização desses sonhos.

Conforme os assuntos vão sendo abordados e concretizados, as folhas são retiradas, e novas folhas vão sendo colocadas. Novas metas serão colocadas para que a árvore nunca pare de crescer.

Em 27 de fevereiro, segunda-feira, terá reinício a Evangelização Infantojuvenil do Grupo Espírita Cairbar Schutel, na capital paulista, onde se encontra a sede da Folha Espírita. O trabalho é oferecido a crianças de 3 a 12 anos. As aulas são ministradas em salas distintas, de acordo com a faixa etária da crianças, das 20h às 21h. O uso de máscara é aconselhável devido ao tamanho restrito das salas. Não há necessidade de inscrição prévia, o cadastro será preenchido no dia. Informações pelo telefone (11) 5585-1977.

Próximas Matérias