AMIGO FOLHA ESPÍRITA

Você pode ajudar a divulgação da Doutrina. Colabore com a Folha Espírita e faça a sua parte

Quero Contribuir

ir

ir

ir

ABRIL/2024

ir

MARÇO/2024

ir

FEVEREIRO/2024

ir

JANEIRO/2024

ir

DEZEMBRO/2023

ir

NOVEMBRO/2023

ir

OUTUBRO/2023

ir

SETEMBRO/2023

ir

AGOSTO/2023

ir

JULHO/2023

ir

JUNHO/2023

ir

MAIO/2023

ir

ABRIL/2023

ir

MARÇO/2023

ir

FEVEREIRO/2023

ir

JANEIRO/2023

ir

DEZEMBRO/2022

ir

NOVEMBRO/2022

ir

OUTUBRO/2022

ir

SETEMBRO/2022

ir

AGOSTO/2022

ir

JULHO/2022

ir

JUNHO/2022

ir

MAIO/2022

ir

ABRIL/2022

ir

MARÇO/2022

ir

FEVEREIRO/2022

ir

JANEIRO/2022

ir

DEZEMBRO/2021

ir

NOVEMBRO/2021

ir

OUTUBRO/2021

ir

SETEMBRO/2021

ir

AGOSTO/2021

ir

JULHO/2021

ir

JUNHO/2021

ir

MAIO/2021

ir

ABRIL/2021

ir

MARÇO/2021

ir

FEVEREIRO/2021

ir

JANEIRO/2021

ir

DEZEMBRO/2020

ir

NOVEMBRO/2020

ir

OUTUBRO/2020

ir

Entre a Terra e o Céu

André Luiz

Recuando nos acontecimentos de suas anteriores existências, desde a Guerra do Paraguai até os dias do Rio de Janeiro antigo, o livro narra a comovente história de Amaro, Zulmira e Odila, cujos relacionamentos nos planos terrestre e espiritual influenciaram diversos Espíritos a eles ligados, permeando suas vidas de desajustes familiares, ciúmes e lutas cotidianas. Em seu prefácio, Emmanuel nos assegura que “os quadros fundamentais da narrativa nos são intimamente familiares”, como os desajustes familiares, a tormenta do ciúme, as lutas cotidianas para aquisição do progresso moral.

A obra contribui para o aprimoramento íntimo de cada ser que habita a realidade física, considerando verdadeira a premissa de que a lei é viva, e a justiça não falha. Recomenda esquecer o mal para sempre e semear o bem a cada dia.

Próximas Matérias