Obrigado, Chico, por tua passagem entre nós!

Quando a Terra já parecia afogada no ceticismo, o missionário Chico Xavier nos trouxe ensinamentos de como viver a Nova Vida, para o próximo milênio.

Chico Xavier sorrindo

Quando nos esforçamos para olhar verdadeiramente para todos os acontecimentos que vivemos neste exato momento, muitas vezes somos levados por um sentimento de medo, angústia ou mesmo uma desesperança. Afinal, não há como não nos abalarmos diante de um verdadeiro tsunami que varre todo o planeta

Aqui e ali, temos percebido pessoas de todas as classes, de todas as crenças, que se sentem cansadas, relatam não terem forças para continuar e questionam fortemente a razão de dias tão difíceis. Isso tudo espalha o sentimento da incompreensão e a sensação do abandono. Para elas, parece que estamos entregues à própria sorte como seres infantis que decidiram pegar o carro para sair por aí, totalmente desgovernado pela nossa imprudência e infantilidade. Então, será que chegamos até aqui desprovidos de suporte da Providência Divina? Será que o Nosso Pai não nos concederia amparo, exemplos, referências, para que pudéssemos atravessar tais momentos mais serenos, mais confiantes? Certamente que sim.

Na esteira do tempo, as realizações do Nosso Mestre Jesus, governador planetário de nosso planeta, têm sido estacas de sustentação moral. Há séculos já poderíamos ter edificado nossas existências, a fim de que fosse possível uma clareza, uma segurança e uma fé nos momentos de provações.

Certamente que sim. Na esteira do tempo, as realizações do Nosso Mestre Jesus, governador planetário de nosso planeta, têm sido estacas de sustentação moral. Há séculos já poderíamos ter edificado nossas existências, a fim de que fosse possível uma clareza, uma segurança e uma fé nos momentos de provações.

Agradecer sempre

No importante e tão estudado capítulo XVIII de A Gênese, “O sinal dos tempos”, Kardec nos esclarece que os momentos de tribulação fazem cumprir a Lei do Progresso. Diz-nos o Codificador: “O nosso globo, como tudo que existe, está submetido à lei do progresso. Ele progride, fisicamente, pela transformação dos elementos que o compõem e, moralmente, pela depuração dos Espíritos encarnados e desencarnados que o povoam”.

Estamos em plena marcha do progresso. Kardec nos revela ainda que podemos perceber alguns movimentos mais acentuados, caracterizados por mudanças bruscas, os chamados movimentos progressivos. Muito provavelmente, estamos diante de um desses, que nos convida aos avanços morais, a refletirmos sobre as nossas escolhas, nossa maneira de viver, tendo como desafio eliminar o orgulho e o egoísmo de nosso planeta. Assim, podemos nos perguntar: estamos preparados para isso? Nosso Pai nos enviou recursos para a travessia tão árdua? Certamente que sim, e devemos nos lembrar que o Criador socorre às criaturas por intermédio das próprias criaturas, e de tempos em tempos faz renascer em solo terreno missionários comprometidos com a evolução moral do planeta.

Quando a Terra já parecia afogada no ceticismo, criado por nós mesmos, tomando por caminhos distintos a Ciência e a Religião, fez cumprir-se a promessa de Jesus, vindo a lume a Doutrina dos Espíritos, com revelações precisas sobre o ontem, o hoje e o amanhã, tendo como Modelo e Guia o próprio Cristo. Passadas algumas décadas, era preciso que o Plano Superior pudesse banhar o nosso planeta com mais luz do Alto, onde a vida espiritual pudesse ser ainda mais enaltecida, mas, sobretudo, a vivência cristã pudesse ser reconhecida.

Entre os inúmeros missionários que regressam aos liames da carne para nos inspirar, cabe-nos celebrar, em 2 de abril, os 111 anos do retorno abençoado de Francisco Cândido Xavier, que renasceu de forma humilde, enfrentando dificuldades de toda a ordem, e com a sua própria vida nos exemplificou como viver a Nova Vida, para o próximo milênio.

Apóstolo da Renovação Humana

O Apóstolo da Renovação Humana, como era respeitosamente chamado pelo nosso professor Paulo Rossi Severino, um dos fundadores deste jornal, não mediu esforços e fez de sua passagem pela Terra um verdadeiro compêndio de exemplos.

Podemos dizer que como um vanguardeiro do progresso, Chico viveu em seu tempo como o homem do amanhã, o verdadeiro cristão. Se nos dias de hoje, em que a humanidade sofre pela ausência de valores como a compaixão, o perdão, o amor ao semelhante, e estudiosos de todos os lados se debruçam para encontrarem respostas para o futuro em atitudes de empatia, de espiritualidade, podemos encontrar no médium mineiro uma coleção de exemplos que refletem a conquista de tais ideias.

Com isso, não temos dúvidas de que, principalmente nós, contemporâneos de Chico Xavier, fomos abençoados pelo envio desse missionário, que nos deixou a sua obra e a sua própria vida como bases sólidas para a transformação moral a que todos nós estamos sendo chamados. Cabe-nos colocar em prática os seus ensinamentos. Viva Chico Xavier! Coloque mais Chico em sua vida, e juntos venceremos estes momentos.

Obrigado, Chico! Obrigado, Jesus, por jamais nos desamparar e nos permitir saciar nossa sede de amor nos exemplos vivos da fé cristã.

As imagens abaixo foram cedidas a Folha Espírita pelo Acervo de Gugu Liberato e mostram os registros de uma gravação para o programa Domingo Legal, realizada em Uberaba no ano de 1995.

Próximas Matérias

Quem faz?