Avanço da ciência confirmará postulados espíritas para a regeneração planetária

Quando conversei longamente com Chico Xavier em 1986, na sua casa de Uberaba, sobre o futuro da humanidade, o inesquecível médium e amigo foi bastante claro. Caso superássemos o grande desafio de vencer o período de exceção de 50 anos, de 1969 a 2019, sem nos lançarmos a uma Terceira Guerra Mundial, a guerra nuclear que nos seria desastrosa e terrível, nenhum de nós seria capaz de prever os avanços que viriam após esse período da humanidade no campo da ciência, da tecnologia, da medicina, da indústria, da astrofísica e das relações humanas e sociais.

“Nós nos encontramos no limiar de uma era extraordinária, se nos mostrarmos capacitados coletivamente a recebê-la com a dignidade devida. Se os países mais cultos do globo puderem suportar a pressão dos seus próprios problemas, sem entrar em choques destrutivos, como, por exemplo: guerra de extermínio, que deixará consequências imprevisíveis para nós todos no planeta, então veremos uma era extraordinariamente maravilhosa para o homem, porque a própria automação – diz ele – nos está dizendo que vamos ser aliviados ou quase que aposentados do trabalho mais rude no trato com o planeta, para a educação da nossa vida mental, através de informações sobre o Universo com proveito enorme, proveito incalculável para benefício da humanidade. […] Se não entrarmos numa guerra de extermínio nos próximos 50 anos, então nós podemos esperar realizações extraordinárias da ciência humana partindo da Lua. […] Então compreenderemos que fazemos parte de uma família universal, que não somos o único mundo criado por Deus!” (Chico Xavier no Pinga Fogo.)

Pois bem, vencemos a grande prova da data-limite e passamos no teste supremo. Conseguimos nos suportar uns aos outros sem nos entregarmos ao autoextermínio. Com isso, ganhamos do Mundo Maior o crédito espiritual de que necessitávamos para prosseguir mais rapidamente adiante, a caminho da regeneração planetária.

O próprio Chico, no segundo programa Pinga Fogo na TV Tupi de São Paulo, retransmitido ao vivo para todo o Brasil em cadeia de rádio e televisão pelos diários associados, afirmou categórico, respondendo a um telespectador, que Emmanuel afirma que a Terra será um mundo regenerado por volta de 2057, mas antes disso diversos tipos de transformações ocorrerão no planeta para o concurso do aceleramento desse processo.

Apesar de todos os desafios impostos pela atual pandemia do coronavírus, desde fins de 2019, já estamos muito próximos desse grande boom de inovação e progresso, vivenciando os seus primeiros tempos, e, segundo os prognósticos de experts, ele será bem maior do que o vivido na década de 1990 com a popularização dos computadores pessoais, dos celulares, da Internet e das redes sociais.

Os próximos 10 anos, a década de 20 do século XXI, serão talvez os maiores e mais importantes anos na história do mundo contemporâneo. A economia mundial está à beira de uma expansão massiva, um período de inovação inimaginável e vasta criação de riqueza. Esse fenômeno será gigantesco, pois é a tendência geral que se apresenta com a chegada de impressionantes novas tecnologias em quase todos os setores da experiência humana. Sempre que novas tecnologias permitem que as empresas e os indivíduos façam coisas mais baratas, mais rápidas, melhores e de forma mais sustentável, você pode esperar um boom econômico e social. Hoje essa é a configuração exata que estamos vendo acontecer, sendo que, desta vez, as tendências e tecnologias são ainda mais impressionantes e poderosas. Então, os próximos anos serão anos tão incríveis que alguns experts os estão chamando de “loucos anos 2020”.

A oportunidade real será quando essas novas tecnologias começarem a se sobrepor às antigas, popularizando-se e sendo amplamente adotadas. No final desta década de 2020, nossas vidas serão completamente diferentes do que são agora. A maioria das pessoas dirigirá carros e veículos elétricos. Este será um mercado de mais de US $ 1 trilhão, gerando outros U$ 100 trilhões em setores que lhes estão afins. Em 10 anos, os carros, ônibus, trens e aviões sem motoristas ou pilotos e interligados pela Internet das coisas serão uma rotina, levando milhões de pessoas para trabalhar e viajar. As distâncias serão diminuídas também com transportes aéreos e terrestres super-rápidos. As repercussões em outras indústrias como resultado disso serão monumentais.

Esse prognóstico terá um impacto significativo na redução da poluição e na agressão ao meio ambiente, favorecendo-lhe a sustentabilidade e proteção. De outro lado, os cuidados com a saúde se tornarão mais eficazes e menos invasivos, com a participação da robótica e da nanotecnologia. Atingiremos impressionantes avanços na cura de quase todas as doenças. A edição de genes com as tecnologias CRSPR e proteonômicas, o atendimento via telemedicina, para citar apenas três campos de nicho na saúde humana, levarão as tecnologias inovadoras a favorecer grandes investimentos em universidades, em centros de pesquisa, laboratoriais e/ou farmacêuticos.

De igual forma, a inteligência artificial mudará a forma como operaremos os negócios, como realizaremos pesquisas científicas e novas descobertas e, ainda, como faremos nossas compras, despesas e consumos on-line. Nesta atual década, veremos a convergência das tecnologias de inteligência artificial, robótica, nanotecnologia, redes super-rápidas de comunicação como o 5G, 6G, satélites Stalinks com wi-fi geral e irrestrito, medicina de ponta nos campos genômicos, tecnologias inovadoras de produzir e armazenar energias em novas baterias, veículos de transporte elétricos, energias alternativas renováveis e não poluentes como a solar, a dos oceanos, a da fissão nuclear, as tecnologias da computação quântica que acelerarão as descobertas e muito mais. Tudo isso nos levará à criação de indústrias novas que não podemos ainda compreender hoje. Em breve, veremos mudanças em nossos cotidianos mais rápidas em um único ano do que nossos avós viram em todo decorrer de suas vidas.

Não tenho dúvidas de que estamos num desses períodos únicos da história, em que se rompem importantes paradigmas para novo e gigantesco ciclo de progresso. E é por isso que você precisa estar a bordo dessa próxima onda de inovações tecnológicas que transformará nossas vidas. Não foi sem razão que Chico Xavier afirmou no Pinga Fogo 50 anos atrás: “e nós estamos no limiar de tempos novos em que a Ciência descortinará para nós todos um futuro imenso diante do Universo”.

Sim, Chico Xavier também se referiu aos nossos irmãos interplanetários, aos extraterrestres que virão, sim, se apresentar a nós, abertamente, logo depois da inauguração de nossas bases permanentes em solo lunar, previstas para o final desta década. Segundo ele me afirmou, eles nos trarão conhecimentos e tecnologias ainda mais surpreendentes e inimagináveis.

Portanto, Preparem-se! Estudem! Busquem os setores de ponta tecnológica! Inovem! Disponham-se a ser altamente produtivos em termos de pesquisa, conhecimento, religiosidade e cultura! Espiritualizem-se! Quebrem os paradigmas do mundo de expiação e de provas, quais sejam o materialismo, o orgulho, o egoísmo, o crime, a corrupção e os vícios… Ao contrário, vivam o novo paradigma do futuro da Terra regenerada: a espiritualidade e a paz em ação justa e fraterna, solidários com o progresso espiritual dos outros mundos, nossos vizinhos, o que enfim nos permitirá ingressar no rol desses planetas já regenerados e nos integrar a eles.

Por carta de Chico Xavier a José Gonçalves Pereira, então presidente da FEESP, em 1956, o médium antevê desafios a serem enfrentados pela humanidade e os tempos de paz previstos por ele para meados do século XXI:

“Penso que em 2057, nossos alicerces já se mostrarão mais sólidos. A ciência terá acordado para deveres mais amplos e estará, com a ajuda de Deus, dando mão forte à religião para as nossas conquistas definitivas do Espírito. A Terra terá sofrido mais um pouco, provavelmente com as guerras e renovações que virão inevitáveis, e por isso mesmo revelar-se-á mais compreensiva e mais bela…”

Casa de Chico Xavier de Pedro Leopoldo

Portal e TV Saber Espiritismo de Belo Horizonte

Vinha de Luz Editora

Próximas Matérias

Quem faz?