Quero na Escola – apoio emocional para professores está de volta

O Quero na Escola e a Fundação SM relançaram, em abril, o projeto Apoio Emocional, que busca profissionais da saúde mental para atendimento gratuito a educadores de escolas públicas em todo o Brasil. No ano dois da epidemia de Covid-19 no Brasil, as professoras e os professores seguem enfrentando incertezas, improvisos, medos e um número crescente de lutos.

A primeira edição, em 2020, atendeu 2 mil professores. Veja no vídeo abaixo os depoimentos de uma professora atendida e de uma psicóloga voluntária:

Nesta segunda edição, o foco será nos traumas causados pelo prolongamento da pandemia e em como lidar com os próprios lutos e os dos estudantes. “Temos muito orgulho em apoiar um projeto que se mostrou tão necessário no ano passado, mobilizando tantos psicólogos e terapeutas, atingindo tantos professores. Este ano, com o desafio de reabertura presencial das escolas em plena pandemia, acreditamos que a escuta de suas angústias e o acolhimento são fundamentais para dar o suporte emocional que os educadores necessitam”, afirma Mariana Franco, gerente da Fundação SM.

Para se cadastrar, tanto educadores como voluntários, devem acessar: queronaescola.com.br/apoioemocional  

Reconhecendo profissionais

O Quero na Escola reconhece os profissionais que participaram do Quero na Escola Apoio Emocional e atenderam professores da rede pública em suas angústias nestes tempos de pandemia. O projeto, realizado em parceria com a Fundação SM, contou com 148 voluntários da área da saúde emocional, que realizaram um verdadeiro mutirão pela saúde mental dos educadores que os procuraram.

Psicólogos e psicoterapeutas atenderam semanalmente, de forma individual, gratuita e virtual, 262 educadores, que pediram uma atenção para si. Alguns fizeram apenas algumas conversas, outros mantiveram acompanhamento semanal por meses, e há dezenas que seguem se encontrando sem data para acabar.

Além disso, outros 1.740 professores participaram de 81 encontros coletivos de desabafo, fortalecimento e formação para lidar com aspectos emocionais com voluntários especialistas.

Agradecemos a cada um, especialmente aos seguintes profissionais: psicóloga Deise Ruiz, parceira do Quero na Escola, que ajudou desde a formatação do projeto; e psicólogo e professor Reinaldo, que supervisionou mais de 50 atendimentos individuais em forma de estágio.

Para dar visibilidade, veja a lista de profissionais que, na crise, demonstraram humanidade e especial preocupação pela educação pública. Os nomes estão em ordem alfabética, click para ver a lista.

Vencedor do UBS Visionaris

O Quero na Escola foi o grande vencedor do UBS Visionaris – Prêmio ao Empreendedor Social 2019. Essa edição era dedicada a “iniciativas inovadoras que tenham conseguido consolidar suas ideias ao longo do tempo e, com isso, promovido mudanças sistêmicas em áreas importantes”. Com o prêmio, o Quero na Escola ganhou este lindo vídeo feito pela produtora Tango Bililica:

“Agradecemos a todos que conosco buscam reduzir os muros físicos e culturais entre escola e sociedade e assim produzir uma educação mais significativa para todos”.

Para conhecer mais sobre o projeto, acesse:

Quero na Escola: http://queronaescola.com.br/apoioemocional

Fonte

Quero na Escola, Fundação SM.

Próximas Matérias

Quem faz?