AMIGO FOLHA ESPÍRITA

Você pode ajudar a divulgação da Doutrina. Colabore com a Folha Espírita e faça a sua parte

Quero Contribuir

ir

ir

ir

ABRIL/2024

ir

MARÇO/2024

ir

FEVEREIRO/2024

ir

JANEIRO/2024

ir

DEZEMBRO/2023

ir

NOVEMBRO/2023

ir

OUTUBRO/2023

ir

SETEMBRO/2023

ir

AGOSTO/2023

ir

JULHO/2023

ir

JUNHO/2023

ir

MAIO/2023

ir

ABRIL/2023

ir

MARÇO/2023

ir

FEVEREIRO/2023

ir

JANEIRO/2023

ir

DEZEMBRO/2022

ir

NOVEMBRO/2022

ir

OUTUBRO/2022

ir

SETEMBRO/2022

ir

AGOSTO/2022

ir

JULHO/2022

ir

JUNHO/2022

ir

MAIO/2022

ir

ABRIL/2022

ir

MARÇO/2022

ir

FEVEREIRO/2022

ir

JANEIRO/2022

ir

DEZEMBRO/2021

ir

NOVEMBRO/2021

ir

OUTUBRO/2021

ir

SETEMBRO/2021

ir

AGOSTO/2021

ir

JULHO/2021

ir

JUNHO/2021

ir

MAIO/2021

ir

ABRIL/2021

ir

MARÇO/2021

ir

FEVEREIRO/2021

ir

JANEIRO/2021

ir

DEZEMBRO/2020

ir

NOVEMBRO/2020

ir

OUTUBRO/2020

ir

Grupo Espírita Cairbar Schutel chega aos 60 anos e reforça sua missão na saúde, assistência social e educação

Fundado em 16 de março de 1963, o Grupo Espírita Cairbar Schutel (GECS), com sede no Jabaquara, na capital paulista, chega aos 60 anos reforçando a sua missão de atuar na saúde, assistência social e educação, esta que ganha em 2023 um novo viés, o de reforçar ainda mais o trabalho que é realizado pelo Grupo em Diadema (SP), no Lar do Alvorecer Marlene Nobre. “São três frentes que sempre consideramos importantes, mas que se tornam ainda mais relevantes em um momento no qual vimos avançar a vulnerabilidade social em nosso país”, explica Walther Graciano Jr., presidente do GECS, que concedeu entrevista à FE (leia nesta edição) lembrando da sua participação na história do grupo, as atividades desenvolvidas e as que virão.

Pedro Severino Junior e Ida Rossi Severino, pais de Marlene Nobre e Paulo Rossi Severino

A visão de Graciano reforça a premissa da médica Marlene Nobre, que fundou a entidade e desencarnou em 2015. Nas comemorações dos 50 anos do Grupo, declarou: “Em todos esses anos, as necessidades materiais diminuíram drasticamente, mas a miséria moral continua. Pensamos, porém, que é chegada a hora de estender os nossos projetos educacionais para além dos que já realizamos, a fim de facilitarmos, cada vez mais, a inserção dos jovens no mercado de trabalho, dando-lhes igualmente a formação moral, que possa lhes servir de ponto de apoio para a espiritualização de suas ações na vida comunitária”.

O começo de tudo

Os primórdios da história do GECS começam na década de 1950, na Rua Bela Cintra, n. 756, na capital paulista, como Grupo Familiar Conceição-Carolina. Mudando-se de Tabapuã (SP) para a capital, o pai de Marlene Nobre, Pedro Severino Júnior, espírita convicto, foi o grande incentivador do grupo iniciante, dando-lhe o nome de sua mãe, Conceição, e de sua sogra, Carolina. “Ele tinha farmácia na Vila Matilde e de lá vinha, todas as semanas, para participar da reunião de estudos na casa de meu avô, Aristodemo Rossi, no endereço citado, onde eu morava. Até 1956, basicamente, éramos eu, o meu irmão Paulo e o meu pai os elementos fixos do grupo, com a participação esporádica de alguns amigos e familiares”, descreveu Marlene Nobre, sua idealizadora e presidente.

Marlene foi estudar Medicina em Uberaba (MG), em 1957, e seu irmão Paulo e o pai tocaram, por algum tempo, as atividades no mesmo endereço, transferindo-as depois para a casa de sua tia Maria Angela Rossi Sarno, no Itaim-Bibi. Não houve solução de continuidade nos trabalhos do grupo até a sua volta definitiva para São Paulo. Logo após a sua formatura, em 14 de dezembro de 1962, Chico Xavier, com quem trabalhava desde 1959, ao despedir-se de Marlene, deu-lhe uma orientação muito segura. “Disse-me para fundar o meu próprio grupo espírita, para tornar-me presidente e somente deixar o cargo com a desencarnação. Quando voltei, contei ao meu pai, ao Paulo Rossi Severino, meu irmão, e aos familiares as orientações de Chico, e todos concordaram que deveríamos oficializar a fundação do grupo, denominando-o de Cairbar Schutel, Espírito amigo de meus pais e meu mentor espiritual, segundo revelações de Chico”, costumava recordar Marlene.

Na ocasião, os amigos Italia e Remo Cimino cederam o próprio lar como sede do GECS por alguns anos, antes de a casa ter a sede própria, na Avenida Pedro Severino Júnior, n. 325, em São Paulo/SP, com o empenho de Oswaldo Emilio Sarno.

O GECS segue com suas atividades em sua sede, de segunda a sábado (confira o quadro com horários abaixo), onde são realizadas atividades doutrinárias com palestras e cursos, além do atendimento com a aplicação de passes, desenvolvimento mediúnico, desobsessão, Evangelização infantil e acolhimento fraterno.

Geralmente, às segundas-feiras as pessoas procuram o Grupo pela primeira vez, passam por um acolhimento fraterno e depois recebem uma consulta mediúnica por intermédio da psicografia. Ao longo de tantos anos de trabalho, milhares de pessoas já se beneficiaram do socorro espiritual oferecido na casa.

Lar do Alvorecer

Em 16 de março de 1977, o Grupo Espírita Cairbar Schutel se expandiu, com o início das atividades da Creche Lar do Alvorecer (atualmente Lar do Alvorecer Marlene Nobre, em homenagem à sua fundadora), em Diadema (SP). No começo, as instalações eram precárias. Em junho de 1981, depois de uma mobilização memorável dos diretores e colaboradores, iniciada em 1978, a creche foi instalada no prédio atual. Mais tarde, em 1989, surgiu o Clube de Mães, para aprimorar moral e profissionalmente as assistidas, e no início de 1990, o Centro de Convivência Renovação (Cecor), voltado para a formação integral do adolescente, que funciona desde 1994 no prédio das Oficinas Paulo de Tarso. “Nesses 60 anos, Diadema (SP) se transformou, e temos muito orgulho de dizer que participamos dessa transformação”, comemora Graciano Jr. O Lar do Alvorecer Marlene Nobre conta, atualmente, com mais de 200 voluntários e atende 600 famílias do município em sua sede, à Rua Santa Efigênia, n. 79, Jardim Santa

Rita.

Outras atividades do GECS

Na sede do Grupo Espírita Cairbar Schutel funciona a sede da FE Editora Jornalística, que desde sua fundação, em 1974, sempre editou a Folha Espírita e já editou mais 30 livros, de diversos autores, incluindo de seus fundadores, Marlene Nobre e Paulo Rossi Severino. É também contando com voluntários que é produzido o programa Portal de Luz, desde 1999, primeiramente transmitido na TV Comunitária e atualmente no canal do YouTube Cairbar Schutel, buscando levar mensagens e reflexões atuais sob a ótica da Doutrina Espírita para a audiência. “Temos muita alegria em dar continuidade ao trabalho de divulgação que sempre esteve presente no Grupo Espírita Cairbar Schutel. Atualmente, com as ferramentas digitais, não temos ideia de quantos corações são consolados pela mensagem do Cristo”, explica Conrado Santos.

Voluntários do GECS no 1º Mednesp em 1991

A história do GECS também esteve intimamente ligada ao movimento médico-espírita de São Paulo. Em 1990, quando a dra. Marlene Nobre assumiu pela primeira vez a Presidência da AME-SP, a sua sede passou a ser no prédio do Grupo Espírita. Depois de alguns anos, houve a mudança para o imóvel ao lado, juntamente com a AME-Brasil, entretanto, recentemente, ambas as entidades voltaram ao endereço.

A parceria entre o GECS e as AMEs rendeu muitos frutos ao longo dos anos. Foi o grupo de voluntários da casa que durante anos organizou os MEDNESPS. Atualmente, essa conexão prossegue muito intensa, pois semanalmente os médicos da AME-SP atuam na casa com estudos da doutrina, fluidoterapia e acolhimento fraterno.

Dias e horários de funcionamento do Grupo Espírita Cairbar Schutel

Segundas-feiras:

19h – distribuição de senhas para consultas psicografadas

20h – Evangelho

20h30 – passes especiais e comuns

Terças-feiras:

17h e 19h – desenvolvimento mediúnico

Quartas-feiras:

19h – passes especiais

19h30 – Evangelho

20h – desenvolvimento mediúnico

Sábados

18h – passes especiais e Evangelho

Quintas-feiras:

19 às 20hcurso das obras de André Luiz (trabalho realizado pela Associação Médico-Espírita de São Paulo)

20h – passes especiais

20h – desenvolvimento mediúnico

On-line:

Curso das obras de André Luiz – quintas-feiras, das 20 às 21h, pelo canal do YouTube do Grupo Espírita Cairbar Schutel

Evangelho no Lar, diariamente às 21h, pelo canal do YouTube do Grupo Espírita Cairbar Schutel

https://youtube.com/c/CaibarSchutel

Próximas Matérias